Seja bem vindo
ao Sindcob, 17 do 09 de 2021

Sindcob

Conheça um pouco de nossa história.

HISTÓRICO DO SINDCOB

Tudo começou no final da década de oitenta. Muitos jovens comerciários e industriários, engajados nos grupos de jovens da Igreja Católica, sentiam a exploração do trabalho nas empresas que trabalhavam. A Pastoral da Juventude do Meio Popular – PJMP, sob a responsabilidade do então Vigário da época, o Pe. Arno e coordenada pela jovem Verônica Porto, iniciou o debate de organizar um sindicato dos trabalhadores e trabalhadoras do comércio de Barreiras, tendo como na vanguarda deste pleito os companheiros, Airton Pinto, Renato Santos (Nininho), Idames, Damião e outros.

No início do ano de 1989, em uma grande assembleia de comerciários e comerciárias, industriários e industriarias, fora crida uma comissão pró-sindicato, com o objetivo de organizar e preparar a fundação do sindicato. Esta comissão era formada por cinco representantes das duas categorias.

O primeiro grande ato desta comissão se deu em março 1989, quando mobilizaram os comerciários e industriários de Barreiras para aderirem a GREVE GERAL convocada pela Central única dos Trabalhadores – CUT. Apesar, do sucesso na adesão das categorias a greve geral, esta ousadia lhes custaram algumas baixas, entre elas, a demissão sumária de um dos membros da comissão pró-sindicato, o companheiro Adalto Soares.

Mesmo com a demissão de alguns companheiros, a comissão cumpriu de forma brilhante o seu papel, assessorados pelo companheiro Gelson Fernandes Vieira, com a sua vasta experiência ajudando na elaboração do Estatuto Social do futuro sindicato. E no dia 13 de maio de 1989, às 15:00, no salão da Igreja Nossa Senhora Terezinha, foi fundado o Sindicato dos Industriários e Comerciários de Barreiras – SINDCOB, tendo como sua primeira diretoria os companheiros e companheiras:

– Ruben Oliveira Santos – Presidente;

– Edno Bauer – Secretário Geral;

– Adalto Soares – Secretário de Política Sindical;

– Nelsino Corado –Secretário de Formação

– Marluce –Tesoureira Geral;

– Edvan – Primeiro Suplente;

Com esta diretoria, o SINDCOB deu seus primeiros passos em busca de sua consolidação entre os industriários e comerciários, com o apoio de algumas lideranças importantes tais como: José de Ribamar, Bancário e Presidente do DM PT na época, da estudante de pedagogia Nilza Lima, dos eletricitários Regino Marques e Idalina da Silva, a bancária Auxiliadora Alvim e muitos outros.

Em maio de 1991, foi realizada a segunda eleição para composição da nova diretoria do SINDCOB, onde a comerciaria Kelly Magalhães era uma das novas diretoras eleitas. Apesar dos pequenos avanços, o SINDCOB passava por grandes dificuldades estruturais, pois não havia diretores liberados para o trabalho sindical diário, além das dificuldades financeiras. No início do ano seguinte, o SINDCOB começa se estruturar, quando o industriário Wanderley Marques, funcionário da OLVEBASA e membro da Comissão de Fábrica, é demitido em pleno gozo do seu mandato. Após uma batalha jurídica travada entre o SINDCOB e a OLVEBASA, a empresa recua e libera o companheiro para atuar no sindicato.

Em 1993, o SINDCOB parte para uma ousada e vitoriosa campanha maciça de sindicalização, com o seguinte slogan: “Se ficar o bicho come, se correr o bicho pega, se unir o bicho foge”. Depois da campanha, o SINDCOB estrutura politicamente, fisicamente e financeiramente, se tornando o sindicato forte e cada vez mais combativo.

Com a criação do Pólo Sindical e fundação da CUT/OESTE, o SINDCOB se consolida não só com as categorias que o representa, mas, principalmente como um sindicato classita, que compreende a necessidade de unificar o campo e a cidade em busca de uma sociedade livre, soberana e fraterna.

Em junho de 1996, com a eleição do companheiro Wanderley Marques para presidente do SINDCOB o companheiro Ruben, deixa o movimento sindical.

De 1996 a 2001, o SINDCOB obteve várias conquistas, tais como as convenções coletivas de trabalho dos comerciários e os acordos coletivos dos industriários, aquisição da sede própria e tantas outras.

No dia 10 de outubro de 2001, chega ao fim do SINDCOB. Com a separação dos comerciários dos industriários nasce o Sindicato dos Comerciários de Barreiras e Região Oeste da Bahia –SINDCOB o SINTIAB, como representante dos industriários.

A primeira diretoria colegiada do SINDCOB foi composta pelos seguintes comerciários (as):

-Edson Rodrigues dos Santos – Coordenador Geral;

No dia 10 de fevereiro de 2005, o SINDCOB convida todos os comerciários e comerciárias, dirigentes sindicais, lideranças do movimento popular, autoridades, empresários e toda classe trabalhadora para a inauguração de sua nova sede própria, é o grande marco deste colegiado.

  • Compartilhe: